Saúde do homem: Cinco atitudes para combater o câncer de próstata

Saúde do homem: Cinco atitudes para combater o câncer de próstata

O câncer de próstata é o mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele. Embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

As estimativas do INCA apontam 68.220 novos casos em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos.

Esse tumor afeta a próstata, uma glândula presente apenas nos homens, localizada na frente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a parte superior da uretra. A próstata não é responsável pela ereção nem pelo orgasmo. Sua função é produzir um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides.

O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem. Em outros casos, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte. Esse efeito é conhecido como metástase.

 

Como combater o câncer de próstata?

câncer de próstata

O que muita gente não sabe, é que prevenir o câncer de próstata é mais fácil do que se imagina. Pelo tabu de se falar sobre o assunto, muitos homens deixam de buscar informações, sendo que com atitudes simples de se inserir no dia a dia, podem reduzir e muito o risco de desenvolver a doença. Veja quais são elas:  

 

1 – Manter hábitos saudáveis 

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer no mínimo, 30 minutos diários de atividade física.

 

2 – Abandonar os vícios

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou pelo menos reduzir o consumo, pode ser essencial para evitar o câncer de próstata. Além disso, de acordo com um artigo científico da Associação Europeia de Urologia, o tabagismo favorece o retorno desse tumor em indivíduos submetidos à operação de retirada do órgão. O risco de reincidência chega a dobrar quando a pessoa enche os pulmões de fumaça.

 

3 – Perder peso

Não é novidade para ninguém que uns quilos a mais são associados a diversos tipos de câncer, já confirmados pela Organização Mundial da Saúde. 

Alguns estudiosos passaram a cogitar a hipótese de o excesso de peso também estar por trás de tumores na próstata. Pesquisadores de dois hospitais de Pequim, na China, constataram num estudo com 3,5 milhões de pessoas, que o índice de massa corporal ajuda a prever o grau de mortalidade do problema. Concluíram que quanto mais gordura no corpo, maior será o risco de o tumor ser agressivo.

 

4 – Atenção ao fatores de risco

Existem alguns fatores que podem aumentar as chances de um homem desenvolver o câncer de próstata, por isso é importante ficar atento a eles, para saber quando buscar ajuda profissional.

Os fatores de risco são:

  • Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.
  • Histórico de câncer na família: homens cujo o pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco.
  • Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.

 

5 – Buscar ajuda médica ao apresentar sintomas

câncer de próstata

Em sua fase inicial, o câncer de próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata. 

Os sintomas mais comuns são:

  • dificuldade de urinar;
  • demora em começar e terminar de urinar;
  • sangue na urina;
  • diminuição do jato de urina;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Se você apresentar algum desses sintomas, é importante buscar ajuda de um especialista e realizar os exames necessários, como o exame de toque retal e o exame de PSA (exame de sangue).

O Ministério da Saúde não recomenda que se realize o rastreamento do câncer de próstata, ou seja, não é indicado que homens sem sinais ou sintomas façam exames. Procure conhecer os riscos e os benefícios que envolvem a realização desses exames de rotina e converse com um profissional de saúde da sua confiança para decidir se deseja ou não realizá-los.

Com o objetivo de promover a saúde, o Cartão Redesul conta com uma rede credenciada com mais de mil especialistas nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Você tem acesso a atendimento particular, com qualidade e agilidade, mas por um valor muito mais acessível. 

Dessa forma fica muito mais fácil cuidar da saúde! Para saber mais sobre os nossos planos, CLIQUE AQUI

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *