Cinco maneiras de proteger sua casa contra incêndios

Cinco maneiras de proteger sua casa contra incêndios

Os incêndios são uma das principais ocorrências de acidentes domésticos. Eles podem destruir boa parte dos bens materiais, além de comprometer a própria estrutura física. Proteger sua casa contra incêndios é muito importante, já que a principal complicação, é que esses acidentes causam uma reação em cadeia, que pode alastrar o fogo pelo imóvel inteiro, destruindo o que estiver pela frente. Os danos normalmente são grandes e caros para serem restituídos. Por isso, a prevenção é essencial.

Uma pesquisa realizada em 2015 pela Geneva Association colocou o Brasil entre os três países onde mais morrem pessoas por incêndios em todo mundo. Anualmente, o Corpo de Bombeiros registra milhares de chamados contra incêndio em residências. Apesar de todo alerta de cuidados e campanhas de conscientização, grande parte desses registros, são causados por maus hábitos ou descuido dos próprios moradores, que esquecem de proteger sua casa contra incêndios.  

 

Como proteger sua casa contra incêndios?

Proteger sua casa contra incêndios

Atualmente não existe uma lei nacional que regulamente medidas de prevenção contra incêndios em ambientes residenciais. Nos edifícios, os equipamentos de proteção normalmente são instalados com base em uma legislação municipal ou estadual. Para edificações comerciais, de serviços ou áreas que recebem grande concentração de público, foi assinada em 2017 a Lei nº 13.425, que estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, edificações e áreas de reunião de público.

A falta de uma lei rígida em relação às medidas obrigatórias de prevenção em residências, torna mais difícil o objetivo de proteger sua casa contra incêndios. Mas, existem ações que podem ser adotadas para evitar os acidentes. Se você mora em apartamento, pode verificar no seu prédio, se há documentações atualizadas de liberação pelo Corpo de Bombeiros e pela secretaria de obras, quando obrigatório. Além disso, para todas as residências existem diversos hábitos que podem ser adotados no dia a dia, que contribuem muito na prevenção. Confira alguns deles a seguir.

1 – Instalações Elétricas

A sobrecarga dos circuitos elétricos é uma das principais causas de incêndio em residências. O uso de vários aparelhos domésticos ligados a uma mesma tomada, acabam por consumir muita energia ao mesmo tempo, em um ponto que pode não suportar a carga, aumentando o risco de curto circuito. Por isso, nunca sobrecarregue as tomadas com diversos adaptadores acoplados a ela. Fazer uma verificação periódica das condições do sistema elétrico também é essencial para proteger sua casa contra incêndios.

Fios, disjuntores e tomadas devem ser averiguados para que não haja superaquecimento. Uma boa dica é substituir adaptadores de energia com três entradas ou “T” por filtros de linha que possuem fusíveis que se rompem em caso de sobrecarga de energia. Evite realizar trabalhos que envolvem a rede elétrica, por mais fáceis que pareçam ser. Delegue esses trabalhos para um eletricista, profissional especializado no assunto. Com o Cartão Redesul você conta com assistência residencial 24h e mão de obra é GRATUITA para serviços emergenciais de chaveiro, eletricista e encanador.

2 – Aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos

Todos os aparelhos eletrônicos devem ser usados de maneira responsável e, se possível, evite ligar todos ao mesmo tempo, pois podem sobrecarregar a rede elétrica da casa. O ferro de passar roupa, por exemplo, pode ser perigoso caso seja esquecido na tomada após o uso. Lembre-se de desligá-lo sempre que terminar de usar. O microondas é outro aparelho que tem grande potencial de causar um incêndio. Certifique-se dos materiais que podem ser colocados para esquentar. Aquecedores de ar devem permanecer em locais seguros e isolados, afastados de móveis como sofás, cortinas e almofadas. Nunca os deixe perto da cama ou então os utilize com o objetivo errado, como o de secar roupas. Não carregue celulares sobre móveis estofados.

Ao sair de sua residência ou do ambiente onde você se encontra, não deixe equipamentos ligados. E ainda, uma outra dica para proteger sua casa contra incêndios é ficar atento às tempestades com grande incidência de raios. É importante remover os aparelhos elétricos das tomadas para evitar que, em caso de picos e oscilações de energia, os equipamentos sejam danificados.

3 – Atenção na cozinha

A cozinha é o ambiente responsável pelo maior número de ocorrências de incêndios em residências. O que acontece é que, a combinação de gás e fogo pode ser muito perigosa se alguns cuidados não forem tomados. Em primeiro lugar, procure manter-se na cozinha enquanto o forno ou fogão estiverem ligados. Não se distraia enquanto está cozinhando. Uma dica é colocar o celular para despertar na hora em que a comida ficará pronta.

O óleo quente, por exemplo, se for aquecido durante muito tempo, pode pegar fogo. Caso isso ocorra, não jogue água na panela, pois pode provocar um choque térmico, gerando explosão. Fósforos e isqueiros devem ser mantidos fora do alcance de crianças. Se você possui forno ou fogão a lenha, sempre apague a chama antes de dormir ou sair de casa. Para proteger sua casa contra incêndios, também é importante verificar se o fogão está desligado quando sair de casa.

4 – Vazamento de gás

Os grandes incêndios na sua maioria, são decorrentes de explosões causadas pelo vazamento de gás de cozinha, seja de botijão ou canalizado. Para evitar isso e proteger sua casa contra incêndios, se você usa gás de botijão (GLP), sempre faça verificação a cada troca. Confira a mangueira e demais equipamentos. Mantenha o botijão o mais longe possível, de preferência do lado de fora da cozinha. O botijão de gás deve sempre ser usado na posição vertical. Mesmo quando o gás estiver no fim, evite deitar o botijão na tentativa de um melhor aproveitamento. Isso é um grande perigo.

Em caso de gás canalizado, realize a verificação periódica na tubulação, mantendo sempre fechada em caso de a casa ficar vazia e, principalmente, nunca realize instalações de maneira autônoma, mas sempre feita por um profissional. Caso sinta o cheiro de gás, não acenda a luz, pois pode ocorrer uma explosão. Feche o registro imediatamente e abra portas e janelas para dissipar o gás.

5 – Seguro Residencial

Mesmo tomando todas as precauções, ainda pode acontecer um incêndio. Por isso, é importante você ter um seguro residencial para proteger sua casa contra incêndios. E diferente do que muita gente pensa, o seguro não é caro. O preço que você paga por ele, se comparado com o valor da residência, não chega a 1%.  Ou seja, o seguro residencial é barato.

O seguro residencial do Cartão Redesul oferece cobertura para incêndio, raio, explosão e vendaval. Além disso, tem assistência residencial 24h com mão de obra gratuita para serviços emergenciais de chaveiro, eletricista e encanador. Você pode contar também com um serviço de atendimento exclusivo sempre à sua disposição para atender, orientar e esclarecer. Acesse e confira o plano ideal para você, ou ainda, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *