SETEMBRO VERDE: DOE ÓRGÃOS, A VIDA CONTINUA.

SETEMBRO VERDE: DOE ÓRGÃOS, A VIDA CONTINUA.

Apesar dos avanços tecnológicos e do assunto ser cada vez mais exposto e debatido, a doação de órgãos e tecidos ainda assusta muitas pessoas e gera polêmicas.

A necessidade de expor o tema estimula que cada vez mais ele seja abordado principalmente em formas de campanha, como a que foi lançada pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, ABTO, com o slogan “doe órgãos, a vida continua”.

Dúvidas Frequentes e Mitos São o Grande Desafio

 

A dúvida pode gerar medo e desinteresse por parte da população e causar o abandono da ideia de buscar uma informação concreta. Em função disso, selecionamos as principais dúvidas e mitos tendo como fonte o site da ABTO.

  • Pode ser doador de órgãos o paciente que tiver constatada morte cerebral. Após confirmação do médico, tomam-se providências como autorização da família e os registros e declarações necessárias.
  • A retirada de pele e órgãos acontece somente depois do aval médico de que todas as tentativas para salvar a vida foram feitas sem sucesso e somente com a autorização da família. Em momento algum uma equipe médica fará esforço menor por saber que o paciente é doador.
  • A condição financeira de um paciente não altera o lugar dela na fila de espera por um transplante.
  • Alguns órgãos emitem uma “autorização” de doação de órgãos. O Grêmio, por exemplo, junto ao Ministério Público do Rio Grande do Sul, fez uma campanha com seus torcedores incentivando a doação. Os gremistas acessaram o site do MP e fizeram uma declaração personalizada. Mas isso não é necessário. O importante é que a sua família esteja avisada do seu interesse e autorize a doação.
  • É possível realizar transplante de coração, rins, fígado, pâncreas, pulmões, intestinos, córneas, pele, osso, valvas cardíacas e tendões.
  • A avaliação dos órgãos que podem ser doados será feita pela equipe médica após a morte. Pessoas de todas as idades e históricos médicos podem ser potenciais doadoras.
  • A religião não é mais um impedimento para a doação. Todas as organizações religiosas aprovam a doação de órgãos e tecidos e a consideram um ato de caridade.

Você Continuará Por Aqui

plano de saúde

 

Se depois de ler este artigo você começou a refletir sobre a doação, ou se já é doador, informe sua família. Envie este artigo para eles e para os seus amigos para debater e incentivá-los a se tornarem doadores também.

Mas é claro, a gente quer a sua companhia por muito tempo. Então, se tiver alguma emergência médica, se precisar cuidar da sua saúde com mais atenção ou até mesmo fazer exames de rotina, conte com os benefícios da Redesul. Para saber mais, CLIQUE AQUI

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *